Januário Santana, vítima de racismo no Carrefour, é indenizado pela rede de supermercados

Maria Frô
Por Maria Frô março 19, 2010 17:42 Atualizado

Do R7 reproduzo um caso raro de indenização para uma vítima de racismo no Brasil.

À época, o MariaFro denunciou  e protestou contra este ato de violência grotesco aqui e aqui. O caso ganhou notoriedade fora do país e foi discutido em artigo do Global Voices que foi traduzido em diversas línguas, como aqui.

Na notícia de hoje, como bem notou Marília Moschkovich é ainda motivo de explicação e justificativa  aos leitores o fato de um negro possuir um EcoSport. Isso diz muito sobre o racismo à brasileira.

Carrefour indeniza vítima de racismo em Osasco

19/03/2010

Januário Alves de Santana foi espancado por vigilantes da rede de supermercado em 2009

Januário Alves de Santana, vigilante negro espancado por seguranças no estacionamento do Carrefour de Osasco, na Grande São Paulo, recebeu indenização da empresa. Ele foi acusado de roubar o próprio carro. Ocorrido há sete meses, o episódio de racismo virou caso de polícia e foi apontado por entidades de defesa dos Direitos Humanos como exemplo de intolerância contra negros no país. O contrato do acordo extrajudicial proíbe a divulgação do valor.

O comunicado conjunto da indenização, assinado entre Carrefour e Santana, será divulgado nesta sexta-feira (19) pelo advogado de defesa do vigilante, Dojival Vieira:

- É uma forma de mostrar que, com diálogo, as duas partes podem sair satisfeitas. A empresa assumiu seu papel e resolveu o problema da melhor forma possível (…) O que não significa que se trata de um final feliz. Entendemos que um flagrante tão cruel da discriminação racial no país, na verdade, nunca deveria ter ocorrido.

A divulgação da indenização representa o fim da negociação com a rede de supermercados, que começou em setembro.

- A empresa demonstrou disposição em resolver o caso rapidamente.

Santana, de 39 anos, foi espancado por seguranças terceirizados do Carrefour em agosto de 2009, confundido com ladrão após estacionar sua EcoSport prata – que pagava em 72 prestações de R$ 789 – na loja (grifo meu). Além do pedido formal de desculpas, o Carrefour demitiu funcionários envolvidos no caso e rompeu o contrato com a Empresa Nacional de Segurança Ltda., empregadora dos acusados de ter espancado o vigilante.

Comentários

Comentários

Maria Frô
Por Maria Frô março 19, 2010 17:42 Atualizado
Escrever um comentário

19 Comentários

  1. Halliwell março 19, 17:54

    Casos desse tipo ainda me surpreendem MUITO. Eu entendo – e vejo diariamente – como é a discriminação racial no Brasil, mas não deixo de ficar boquiaberto.
    Esse acontecimento chega ao nível de ridículo. Essa foi uma atitude simplesmente ridícula da parte dos seguranças. Até porque o Brasil é um país com uma diversidade GIGANTE e nos recusamos a mudar a cabeça colonial até hoje.

    De qualquer forma, parabenizo a Maria Frô por dar um highlight nesse assunto e continuo na esperança de alcançarmos um país igualitário algum dia.

    Reply to this comment
  2. Gilmar Crestani março 19, 21:55

    O Carrefour de Porto Alegre é o principal cliente do Fórum Partenon. E na mídia local só aparecem páginas e mais páginas dos produtos em “promoção”.

    Reply to this comment
  3. Karla Pereira março 19, 23:22

    Parabéns pelo seu posicionamento!!! conheci seu blog a pouco tempo mais já virei uma grande admiradora do que escreve e te indico a todos os meus amigos e contatos, pois acho importante divulgar uma visão mais realista dos fatos. Mais uma vez parabéns e não se deixe abater por essas especulações maldosas.

    Reply to this comment
  4. Djalma março 20, 19:41

    Gostaria de deixar registrado que devido à inclusão desse blog na lista dos que deveriam ser malhados pela tropa de choque serranas, acabei descobrindo Maria Frô, e que surpresa maravilhosa.
    Virei leitor assiduo com esse blog no meu favoritos.
    Resumindo: descobri e me apaixonei.

    Abraços.

    Reply to this comment
  5. Edson Bueno de Camargo março 22, 13:53

    Feliz por saber que há um blogue discutindo questões tão pertinentes para nosso país e quiçá o mundo.

    Reply to this comment
  6. Edson Bueno de Camargo março 22, 13:55

    É assim que deveria ser o final de todos os atos de racismo explicito o Brasil, não de vemos nos calar, não podemos nos dar por vencidos.

    Reply to this comment
  7. José Vicente abril 1, 09:30

    Estranhamente a noíticia não menciona que a ONG do Dojival Vieira, advogado de Januário Santana, tornou-se consultora do CARREFOUR desde o final do ano passado… estranho, não acham?

    Reply to this comment
    • mariafro Author abril 1, 23:12

      E lembrando que a Afropress foi a primeira a dar a notícia há 7 meses atrás que reproduzi aqui no MariaFro.

      Reply to this comment
  8. José Vicente setembro 30, 10:33

    A mesma Afropress dirigida pelo Dojival Vieira, que há 7 meses criticou o Carrefour e depois fez um acordo para que sua ONG – do Dojival Vieira – prestasse serviços para o supermercado…

    Reply to this comment
Visualizar Comentários

Escrever um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.
Campos obrigatórios estão marcados com*

ajude a manter o Maria Frô!

BANCO: CEF, nº 104
AGÊNCIA:  4138
OP: 013 (para depósitos feito entre a própria CEF)
CONTA : 24110-9

Fórum Semanal

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Seja amigo do Barão

Seja amigo do Barão

Posts

março 2010
D S T Q Q S S
« fev   abr »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031