Maria Frô - ativismo é por aqui

Maria Frô header image 2

Lula, o retorno. Vídeo completo do Lula no programa do Ratinho e alguns pitacos

junho 1st, 2012 by mariafro

Nunca havia assistido o Ratinho e ontem vi na íntegra a primeira participação de Lula após finalizar o tratamento de câncer na laringe.

Lula acompanhado de Marinho – prefeito de São Bernardo do Campo -  e do candidato à prefeitura de São Paulo, Fernando Haddad, estava animado e afiadíssimo.

Em pouquíssimo tempo a tag #LulanoRatinho chegou ao 1º lugar nos TTs Brasil e em segundo nos TTs Mundial.

Dos 10 termos elencados nos TTs, 8 são relativos ao período em que Lula esteve no programa.

Fiz um comentário sobre a voz de Lula (depois o próprio ex-presidente explicou que estava rouco porque havia dado uma palestra no dia anterior) e Orlando Silva informou:

[blackbirdpie url="https://twitter.com/OrlandoSilva_Jr/status/208397878639595520"]

Ratinho chamou Haddad (que durante todo o programa ele denominou ‘ministro’) para compor a bancada e, imediatamente, “Prouni”,” Haddad” e outros termos relacionados foram para os TTs.

Vários twitteiros brincaram que faltaria tinta para carimbo de protocolo na Justiça eleitoral, a Folha em menos de minutos produziu duas matérias sobre o programa. O misógino da Falha hoje estrebucha em sua coluna dizendo que o crime compensa; a coluna editada por Cachoeira nega audiência do programa e assim vai…. Dá pra entender o desespero da oposição, da velha mídia, de Gilmar, ô se dá. Confiram por vocês mesmo.

______
Publicidade

Tags:   · · · 2 Comments

Leave a Comment

Current ye@r *

2 responses so far ↓

  • Não sei se foi uma boa ideia escolher justo o programa do Ratinho para aparecer. Detesto o apresentador e seu programa sensacionalista, e, para citar apenas um caso digno de nota, Ratinho já promoveu um “debate” vergonhoso entre Fátima Cleide e Silas Malafaia (!), ficando evidente que era aliado do último. Isso para não mencionar outra entrevista com Malafaia em que Ratinho concorda com as posições do “pastor” e arremata dizendo algo como “é bom levar o filho na igreja, pra depois não ter que ir buscar na cadeia” (sic). Pode isso, Arnaldo? E, por fim, também teve outro episódio em que ele ficou escandalizado com uma novela da Globo que, pra usar as palavras dele, “promovia o lesbianismo” (sic!), e o Ministério Público deveria agir (sic)

    Francamente! Tudo bem que a escolha dos adversários de Haddad também não foram das melhores. E como!

    Serra, em 2010, escolheu Datena (!) pra anunciar sua candidatura – o mesmo Datena que demonizou ateus (interpretando literalmente a frase “bandido não tem Deus no coração” etc, em seu programa, e ainda ridicularizou travestis em outra ocasião. Datena foi devidamente processado pela ATEA.

    Enfim… pelo visto meu voto irá para o PSOL nestas eleições. O Haddad permanece apenas como uma 2ª opção. Não é uma carta 100% descartada, mas…

    Apoio a maior representatividade do ENEM que ele logrou obter, apesar dos problemas que ocorreram (que representaram menos de 0,5% das provas – a mídia fez parecer que foi uma catástrofe – longe disso). Também apoio o kit anti-homofobia, mas pelo visto o candidato agora se envergonha de ter dado apoio a esse projeto, e, pra conseguir o voto evangélico pretende fazer sabe-se lá quantos compromissos (alguém lembra da “Carta ao Povo de Deus” da Dilma? Votei na Dilma nos 2 turnos, hoje me arrependo de no 1º turno não ter votado em outro. Até o Obama tem se mostrado mais corajoso quando o assunto é LGBT.

    E, depois do Haddad, mas bem depois mesmo, sobra a escória (Serra – dispensa apresentações; a Soninha delirante das conspirações do metrô; o Chalita da TV Canção Nova etc). Que circo de horrores!

  • Imagina se essa gente, que já está tendo que engolir seus heróis sendo um investigado por ligação com um bicheiro e outro protagonista de um livro sobre corrupção nas privatizações, além de liderar uma candidatura que outrora seria vitória certa, mas que hoje é incerta. E ainda por cima estão com sua revista preferida metida na mamata até o pescoço. Mas nada disso é tão ruim prá eles quanto ver o sijeito que eles mais odeiam na vida voltando à cena e podendo impor a eles uma nova e dolorosa derrota.