Maria Frô - ativismo é por aqui

Maria Frô header image 2

Minha chapa dos sonhos para a Prefeitura de São Paulo

junho 15th, 2012 by mariafro

Tags:   · · 13 Comments

Leave a Comment

13 responses so far ↓

  • [...] 26th, 2012 by mariafro Impressionante como em uma semana houve reviravolta tamanha disso para [...]

  • Infelizmente, essa imagem talvez tenha que ser trocada por esta, mais adequada: http://i47.tinypic.com/20j0p52.jpg

  • Neste exato momento não dá pra ter certeza se essa chapa irá permanecer. Erundina planeja rever sua posição, dado o fato de que a aliança Haddad e Maluf se concretizou, agora é fato consumado.

    E o pior foi a forma com que foi consumado: com Lula abraçando Maluf na casa (ou melhor, mansão) deste “filhote da ditadura”, como já foi dito uma vez.

    Em troca de cerca de 1 minuto de propaganda de TV pretende-se jogar fora décadas de combate à ditadura. Com que cara Lula poderia apoiar a tão necessária Comissão da Verdade agora que ele deu um apoio entusiasmado (!!) a um dos maiores representantes dos anos da ditadura?

    Francamente, espero que Erundina caia fora dessa chapa. É muita avacalhação a aliança com Maluf, e a forma espalhafatosa como foi feita.

  • Prá combater o vampiro vale tudo: alho, água benta, cruz de madeira, bata de prata (se mata até lobisomem deve fazer uns furinhos no vampiro Çerra), benzeção, mezinhas, maluf, netinho de paula, russomano e por aí vai.
    Não gostaria, e nunca esperava que isso fosse acontecer, ver o maluf ao lado de Lula (e Haddad).
    Mas, paciência, se é pra devolver o nosferatu às catacumbas, que seja!!

  • São Paulo forma a mais genial e eclética aliança política que sequer o maior dos gênios do marketing político poderia imaginar. O que naturalmente levará à vitoria da disputa eleitoral mais cobiçada do país, a prefeitura de São Paulo.
    São tantos acertos políticos em todas as suas áreas, que vai de costuras políticas em pequenos municípios, prefeitura de São Paulo em si, governo federal, aproximação definitiva e concreta do PSB com a aliança governista e, principalmente a demonstração de confiança total do PSB na Presidente Dilma.
    De onde naturalmente gerará maior aproximação e virão mais projetos para os estados comandados pelo PSB, e, mais ministérios para o partido.
    É de se admirar e repetir para acreditar, em uma estratégia política que seria racionalmente inimaginável, um golpe de sorte, mudar não só a vitória da disputa pela prefeitura de São Paulo, mas todo um quadro político nacional.
    Como se fosse um projeto planejado em algum escritório fechado de universidades excepcionais como Universidade Federal de Juiz de Fora, UFRJ ou harvard nos EUA, mas por algum político brasileiro conhecedor profundo de nossas mazelas.
    Como se fosse uma tese de doutorado, PHD, com o título, “Passo a passo para mudar a política brasileira de mãos para sempre” ou “Os novos rumos do Brasil” ou mais brilhante ainda “Brasil de pé em solo esplendido”.
    Como para o PT no início das negociações para a campanha eleitoral de São Paulo perder o apoio de Kassab foi considerado uma derrota fatal.
    A surpresa da chegada da surpreendente Luíza Erudina (PSB) como vice de Haddad foi sensacional, e ainda como a cereja do bolo ganharam o apoio do PP paulista. Confirmando a derrota triplamente fatal, do Serra.
    Quanto à PSB, planejamento passo a passo em Harvard por quem conhece o Brasil a fundo, acho bom perguntarem a Ciro Gomes se ele teve algo haver com toda essa reviravolta na política brasileira.
    Paro por aqui, porque sobre este tema há muito o que conjecturar. Em outra oportunidade volto à ele com prazer, e haverá, um tanto bom. José da Mota.

  • O ideal seria HadadVSChalita ou HadadVsErundina. Mas, infelizmente, a disputa é contra a grande mídia. A disputa não é entre democratas. Então fizemos uma composição, que deverá ter um ótimo programa para São Paulo. Quem tem mais voto, quem é mais representativo, assume a cabeça de chapa. Quem quizer ter a cabeça de chapa tem que ter voto, apoio popular.

  • Para vencer o capeta, junta-se Jesus, Buda e os Orixas todos.

  • De fato, invertido ficaria melhor. Erundina como cabeça de chapa, Haddad como vice.

    Mas essa chapa só recebe meu voto num eventual 2º turno, se o adversário for alguém como Serra, Russomanno, Chalita, etc.

    No 1º turno, vou de Carlos Giannazi (PSOL).

    No 1º turno escolhemos aquele de quem estamos mais próximo; no 2º, de quem estamos menos distante. =)

    Não escolho o Haddad como 1ª opção por causa de certas alianças (agora, infelizmente, até o PP e o Maluf aderiram à chapa, numa troca por tempo de TV versus cargos), e por ele de certa forma ter se rendido parcialmente aos religiosos fundamentalistas ao dizer que “reconheceu” que o kit anti-homofobia seria “inadequado” (depois de tê-lo visto pronto), dentre outras coisas.

    De qualquer forma, 1 milhão de vezes preferível essa chapa aí da foto ao invés de mais 4 anos de Serra e sua turma.

  • Com todo respeito ao Haddad, gostaria que fosse o inverso.

  • Minha também : )

  • Também fiquei muito feliz com a indicação. Até que me deparei com o artigo do Kotscho sobre a possível aliança do PT com o Maluf. Se for verdade, mais uma vez o PT trocará a ideologia e os seus princípios — tão necessários para o norteamento das ações do partido — pelo pragmatismo e pelo projeto de poder. Já foi terrivelmente dolorido ter que votar no Michel Temer, e ainda levar de bandeja o PP do Maluf e o PR do Waldemar da Costa Neto. Por favor, PT, não misture gente tão boa, como o Nabil Bonduki, Erundina, Aldo Fornazieri, Paul Singer com o MALUF.