Maria Frô - ativismo é por aqui

Maria Frô header image 4

Vitor Teixeira: Qual escândalo terá menos tempo no noticiário?

dezembro 4th, 2013 by mariafro
Respond

Leia também:

Assembleia mineira não abre processo contra deputado Perrella, o dono do helicóptero com 450 kg de cocaína

FARINHAÇO: “Venha fazer carreira na Assembleia Legislativa de MG”

Propinoduto: Ex-diretor da Siemens aponta caixa 2 de PSDB e DEM e cita propina a deputados

Maria Frô acusa o PSDB de ser o partido mais cara de pau do país e o PT o mais inerte

Propinoduto: Quando denunciado em manchete, tucano é apenas “político”

Dois exemplos da escandalosa e partidária manipulação midiática: pesquisa Ibope e propinoduto tucano

Não espere que a imprensa faça enredo espetacular do trenzão tucano de meio bilhão de #propinoduto

Tags:   · · · · · · · No Comments.

Assembleia mineira não abre processo contra deputado Perrella, o dono do helicóptero com 450 kg de cocaína

dezembro 3rd, 2013 by mariafro
Respond

Assembleia mineira não abre processo contra deputado Perrella

Alex Rodrigues - Agência BrasilEdição: José Romildo

02.12.2013 

 

O deputado mineiro Gustavo Perrella (Solidariedade) é dono de helicóptero apreendido com cocaína (Divulgação)

Brasília – Cinco dias após a Mesa Diretora da Assembleia Legislativa de Minas Gerais determinar à Comissão de Ética e Decoro Parlamentar que “realize todas as apurações necessárias” para esclarecer se o deputado estadual Gustavo Perrella (Solidariedade) sabia que um helicóptero pertencente à sua empresa estava sendo usado para transportar drogas, nenhum procedimento administrativo formal foi instaurado para esclarecer o assunto.

Nenhum parlamentar mineiro ou partido político apresentou denúncia ou representação formal contra Perrella. Enquanto isso, o presidente da comissão, deputado Sebastião Costa (PPS), aguarda informações para decidir se convoca ou não os sete integrantes do grupo para discutir as providências a tomar.

O helicóptero registrado em nome da empresa de Perrella foi apreendido pela Polícia Federal (PF) com cerca de 450 quilos de cocaína. A apreensão ocorreu no último dia 24, em fazenda localizada próximo a Afonso Cláudio (ES). De acordo com a Superintendência da PF no Espírito Santo, o piloto da aeronave e funcionário da Assembleia Legislativa, Rogério Almeida Antunes, disse, após ser preso, que a droga vinha de São Paulo, mas que ignorava para onde seria levada. O depoimento inicial do piloto levou a PF a descartar o envolvimento de Perrela ou de seus parentes no caso.

Mesmo assim, no último dia 28, a Mesa Diretora determinou que a Comissão de Ética e Decoro Parlamentar apure o assunto e que a Procuradoria-Geral da Assembleia acompanhe as investigações da PF. A comissão, no entanto, só pode instaurar um procedimento administrativo após receber denúncia ou representação formal, o que pode ser apresentado por qualquer deputado estadual, partido político ou integrante da Mesa Diretora. A representação contra um parlamentar suspeito de atividades que infrinjam as prescrições constitucionais, a ética ou o decoro também pode ser protocolada pelo ouvidor-geral da Casa, cargo atualmente ocupado pelo deputado Inácio Franco (PV).

Para o advogado de Perrella, Antonio Carlos de Almeida Castro, o Kakay, após o depoimento do piloto e a manifestação da própria PF, não há razões para que a Comissão de Ética se debruce sobre o caso. “A PF já deixou claro que o deputado não é investigado. Ele e a irmã foram ouvidos apenas para checagem das informações prestadas pelo piloto, que o inocentou. O deputado foi vítima da apropriação indébita de seu helicóptero e não há sentido algum em ele ser alvo de uma representação que, se for apresentada, será motivada por razões políticas”, disse Kakay à Agência Brasil.

Já o presidente da Comissão de Ética, deputado Sebastião Costa (PPS), considera que a comissão ainda precisa analisar melhor o assunto. “Acho que temos que fazer nosso trabalho à luz da interpretação da Comissão de Ética, que entende que ainda é preciso verificar se há envolvimento do parlamentar nessa questão. Se não há é algo que a comissão vai examinar no momento apropriado”.

Na sexta-feira (29), Costa pediu informações à Gerência de Prestação de Contas da assembleia para saber se, em novembro, a Casa ressarciu Perrella por gastos com combustível para aeronaves. A expectativa é que, com essas informações, seja possível esclarecer em que condições e para que fins o helicóptero estava sendo usado. Costa também solicitou à Procuradoria-Geral que acompanhe obtenha mais informações junto à PF e as repasse à comissão. O deputado agora aguarda as respostas para decidir se vai convocar uma reunião da comissão para tratar do assunto. “As respostas a essas providências pode ensejar ou não a instauração de um procedimento [contra Perrella]”.

Preso, o piloto do helicóptero foi exonerado do cargo de agente de serviços de gabinete que ocupava na Assembleia desde março deste ano. Antunes, que também trabalhava para a empresa de Perrella em nome da qual está registrado o helicóptero modelo Robinson R66, havia sido contratado pela 3ª Secretaria da Casa por indicação do deputado. Segundo a assessoria da Assembleia, Antunes recebia R$ 829, mais R$ 400 de auxílio-alimentação e R$ 200 de auxílio-transporte, por uma jornada de quatro horas.

Leia também:

FARINHAÇO: “Venha fazer carreira na Assembleia Legislativa de MG”

Tags:   · · · · · · · · · 4 Comments

Valter Sanches: Os jornais tradicionais desinformam intencionalmente a sociedade, pois não gostam da democracia, especialmente na comunicação

dezembro 1st, 2013 by mariafro
Respond

Por Valter Sanches em seu Facebook

01/12/2013

Os jornais tradicionais desinformam intencionalmente a sociedade, pois não gostam da democracia. Especialmente na comunicação. Qualquer mínima iniciativa fora do seu controle é fortemente combatida. Com mau jornalismo e mentiras. E se recusam a se corrigir. Abaixo, a carta que enviamos à ombudsman da FSP, devidamente ignorada na sua coluna de hoje:

“Prezada Suzana Singer,
Encaminho abaixo carta do diretor do Comunicação do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC e presidente da Fundação Sociedade, Comunicação, Cultura e Trabalho com comentários a respeito de matéria publicada ontem (26/11) pela Folha de SP sob o título “Anatel autoriza nova antena que ampliará alcance da TV da CUT”.
Atenciosamente,
Patrícia de Paula
Coordenadora de Assessoria de Imprensa
Sindicato dos Metalúrgicos do ABC
(11) 4128-4253 / 4061-1066

São Bernardo do Campo, 27 de novembro de 2013
Prezada Suzana Singer/Ombudsman – FSP,
Em relação à matéria publicada no último dia 26 de novembro (Folha de SP, caderno Poder, pág. A11) a Fundação Sociedade, Comunicação, Cultura e Trabalho gostaria de esclarecer questões fundamentais que não foram abordadas no texto:
- A transferência das antenas de transmissão da TVT de São Caetano do Sul para a Av. Paulista faz parte de um replanejamento da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) para a Região Metropolitana de São Paulo, no processo de antecipação da digitalização das TVs, que envolveu todas as entidades e empresas de comunicação televisiva. Para a realização deste replanejamento, foram realizadas reuniões entre a Agência, o Ministério das Comunicações e as entidades nos dias 1º e 2 de abril de 2013.
- Pelo acordo feito com a Fundação durante esse processo, a TVT – que teria direito a duas geradoras (uma em Mogi das Cruzes e outra em São Caetano do Sul), cada uma com dois canais (um analógico e outro digital) – abriu mão da geradora de Mogi das Cruzes (que será transformada em retransmissora) e dos canais analógicos, ficando apenas com a geradora de São Caetano. E recebeu autorização para cota deslocada para a antena da Av. Paulista, procedimento comum e que já é autorizado e utilizado por inúmeras emissoras. A Fundação aguarda desde Julho de 2012 essa autorização. Na verdade, desde 1987, data do nosso primeiro pedido de concessão.
- Desconhecemos a existência de qualquer documento interno da Anatel desaconselhando os procedimentos. Essa informação nos causa estranheza, uma vez que os técnicos da Agência não só estavam presentes às reuniões como as coordenaram.
- Nos causa estranheza, da mesma forma, as motivações que moveriam uma suposta fonte do jornal na Anatel, tentando apontar uma irregularidade técnica no processo de implantação de uma TV Educativa como a TVT, única outorgada a um Sindicato de trabalhadores. Talvez, para alguns, haja uma inconformidade com um mínimo – e ainda muito tímido – processo de democratização do espectro da radiodifusão no Brasil, que representamos.

Valter Sanches
Diretor de Comunicação do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC e presidente da Fundação Sociedade, Comunicação, Cultura e Trabalho

Tags: 6 Comments

Nota de esclarecimento do Dueto

dezembro 1st, 2013 by mariafro
Respond

Prezada Sra.

A respeito da matéria escrita por Silvia Nascimento sobre o caso ocorrido com a professora Adriana Alves do restaurante Dueto, é importante esclarecer que o Sr. em questão não é dono do estabelecimento desde 2008. A empresa postou uma nota oficial em seu website. A matéria contém informações que DEVEM ser corrigidas. O Bar não possui qualquer relação com o ocorrido e lamenta muito. Estas informações errôneas estão causando prejuízos que segundo nossos advogados são passíveis de processo. É uma pena a jornalista não checar as informações antes de divulga-la.

Pedimos a gentileza de publicar uma errata em sua página MariAfro

Nota de Esclarecimento:

Em nota ao lamentável fato ocorrido com a cliente Adriana Alves em agosto deste ano, o Dueto Bar esclarece que o Sr. Peter Wasch desde 2008 não é sócio do estabelecimento conforme publicado erroneamente na mídia.

O Dueto Bar sempre trabalhou de forma a atender seus clientes e colaboradores sem quaisquer tipos de preconceitos e repudia qualquer manifestação dessa natureza. A proprietária do restaurante e ex-mulher de Peter, Ana Cristina está consternada e muito sensibilizada com o ocorrido.

O Dueto Bar lamenta profundamente o que aconteceu e manifesta toda solidariedade a Srª Adriana Alves e se coloca à disposição para qualquer esclarecimento que se fizer necessário.

Maria Lúcia
Top Action Comunicação

Tags: No Comments.