Maria Frô - ativismo é por aqui

Maria Frô header image 4

Luis Nassif: Celso de Melo, a leviandade de um decano

maio 28th, 2012 by mariafro
Respond

Celso de Melo, a leviandade de um decano

Por: em

27/05/2012

É inacreditável no que está se transformando o Supremo Tribunal Federal (STF).

De um decano da casa, de quem se esperaria um comportamento moderado, lê-se essa barbaridade: uma entrevista agressiva, toda ela focada em um fato que o próprio entrevistado admite não estar confirmado. “Se confirmada (a conduta de Lula)”… e passa a tecer toda sorte de considerações. Se Lula fosse presidente e se esses fatos tivessem ocorrido… Com essas elucubrações, Celso de Melo mergulha de cabeça no mais prosaico modelo de manipulação de raciocínios, a análise de hipóteses não comprovadas, comportamento indigno de um Ministro do STF.

Se confirmado que Celso de Melo assassinou sua mãe, ele seria um matricida; se confirmado que ele prevaricou, seria um prevaricador.  Onde se está? Que exemplo esses doutos senhores querem passar para a magistratura, para os juizes de todas as instâncias? Como aceita formular todos esses julgamentos em cima de hipóteses?

Depois dessas barbaridades, ainda fala em “posição de neutralidade”? Não se pensa na imagem do STF, na isenção que deve guardar, no fato de magistrados evitarem politizar posições ou apelar para passionalismos?

Para ler a entrevista a que Nassif faz referência clique aqui

Tags:   · · No Comments.

Mãe blogueira no 3º Blog Prog nos conta sobre o Coletivo Infância Livre de Consumismo

maio 26th, 2012 by mariafro
Respond

Durante o 3º Encontro Nacional dos Blogueir@s Progressistas, conversei com Mariana Sá,  ela faz parte do Coletivo Infância Livre de Consumismo.

No vídeo abaixo, Mariana nos conta um pouco sobre como nasceu o Coletivo. Conta-nos que a preocupação das mães com o assédio publicitário levaram-nas a se organizar em defesa de nossas crianças, fala-nos também sobre os atuais embates com poderosas associações publicitárias que consideram que a auto-regulação na publicidade é suficiente e que pais e mães ativistas, preocupados com o crescente consumismo na mais tenra idade, são um bando de ‘lunáticos’.

Durante a breve entrevista falamos também sobre a classificação indicativa de programas televisivos para nossas crianças.

Mariana foi além: dando como exemplo o mercado da indústria alimentícia ela nos alerta sobre o quanto falta informação para os consumidores: embalagens de alimentos industrializados voltados para as crianças não oferecem dados suficentes para as mães preocupadas com a saúde de seus filhos.

Não conhecia o Coletivo, fiquei muito feliz de ver uma representante no blogprog. Ao ouvir Mariana penso que sua luta é de todos que desejam que nossas  crianças tenha uma infância saudável. Conte com o Maria Frô e com a blogosfera progressista.

Leia também:

Ministério da Justiça: Campanha alerta pais sobre importância da classificação indicativa


__________
Publicidade

Tags:   · No Comments.

Rodrigo Vianna: “Blogueiros sujos de uma imprensa limpa”: nada além da Constituição!

maio 26th, 2012 by mariafro
Respond

“Blogueiros sujos de uma imprensa limpa”: nada além da Constitui

por Rodrigo Vianna, no Escrevinhador

26/05/2012

O auditório ainda se agitava com as histórias sobre o trânsito infernal em Salvador, na sexta-feira à noite, quando Altamiro Borges, presidente do Centro de Estudos Barão de Itararé, deu por iniciado o III Encontro Nacional de Blogueiros, chamando os primeiros convidados à mesa.

Em meio ao burburinho (e não era Stanley) que vinha dos corredores, Miro pediu que os presentes (quase 300 blogueiros de todo o Brasil) prestassem atenção à mensagem em vídeo que seria exibida no telão. O barulho, de repente, cessa – diante da voz conhecida. É Lula que surge na tela, numa saudação que ele – pessoalmente – decidira gravar. O ex-presidente lembra a participação dele no II Encontro, em Brasília, e ressalta o papel dos blogs para a construção de uma Comunicação com mais diversidade. “A Comunicação não pode estar concentrada em poucas famílias no Brasil”, diz o ex-presidente. A voz rouca ecoa pelo auditório.

Na sequência, outras vozes: Rosane Bertotti (FNDC), Marcio Pochmann (IPEA), Nelson Breve (EBC)… ”O Brasil ainda não superou completamente o subdesenvolvimento, ainda tem características de um país subdesenvolvido, e uma delas é a democracia imperfeita na área de Comunicação. Seremos uma Democracia plena quando tivermos pluralismo e liberdade nessa área”, diz Pochmann.

Nelson Breve, que hoje comanda a TV Brasil, lembra da época em que trabalhava na Secretaria de Comunicação (SECOM), sob a presidência de Lula. E conta qual foi a estratégia para furar o bloqueio da velha mídia naquela época. A SECOM passou a trabalhar com a imprensa internacional, a imprensa regional e, segundo ele, “com uma terceira imprensa que surgia: a blogosfera”. Breve lembra de episódios em que a blogosfera cumpriu papel decisivo. “Pra ficar num só, falemos da bolinha de papel em 2010″.

Essa “terceira” imprensa parece incomodar. A tal ponto que passou a receber ataques sucessivos nas páginas da velha mídia, aquela controlada pelas tais “famílias” a que Lula se referiu no vídeo. Incomoda tanto que a revista mais vendida do Brasil decidiu enviar um repórter (dessa vez não era Dadá, nem algum araponga a serviço de Cachoeira) para acompanhar o encontro em Salvador. “Cadê o cara da Veja?”, “merece uma saudação especial”, brincam os blogueiros pelos corredores. Renato Rovai ironiza, via twitter: “ele [o repórter da Veja] tá sendo bem tratado, ninguem invadiu o quarto de hotel dele”.

A gente brinca, mas sabe muito bem que, do outro lado, há uma turma que não brinca em serviço: ataca, tenta destruir os adversários mas, no fundo, se amedronta diante da concorrência e do contraponto que vem dos blogs.

Ainda na abertura do Encontro, o ex-ministro Franklin Martins fez uma bem-humorada saudação “aos blogueiros sujos, que fazem uma imprensa limpa”. E lembrou que a turma dos blogs tem uma qualidade importante: “a capacidade de ser insubmissa; é assim que se cria cidadania”.

Franklin defendeu, sim, a regulação da Comunicação eletrônica: “regulação que existe em todas as democracias”. E acrescentou: defender isso é defender “o que já está na Constituição”.

O mote, lançado por Franklin, parece ter ganho corpo entre os blogueiros. Ampliar o debate para além da esquerda, trazendo para o debate amplas parcelas da sociedade: essa deve ser a direção nos próximos meses/anos. Por isso, no segundo dia de debates, Paulo Henrique Amorim sugeriu um novo lema para os blogueiros que lutam por Comunicação democrática no Brasil: “Nada além da Constituição”!

Assino embaixo. Foi o que defendi num recente encontro do FNDC. A turma do outro lado quer que a sociedade acredite que, do lado de cá, há “bolcheviques querendo controlar a imprensa livre”. Nada disso. Pra fazer a comunicação democrática, não precisamos de Revolução Russa. Basta um pouquinho de Revolução Francesa.

Nada além da Constituição!

Leia também:
Marco Regulatório das Comunicações: Nada Além da Constituição
___________
Publicidade

Tags:   · · · 11 Comments

#SensacionalismoForaDoAr

maio 26th, 2012 by mariafro
Respond

Por: Enderson Araújo
Vamos dar prosseguimento a um Debate que deveria ter sido iniciado há tempos: queremos estes programas sensacionalistas fora do ar, eu não quero mais chegar em um shopping e ser discriminado pela cor, ir para a seleção de emprego e ser vítima de preconceito, por conceitos geográficos, pois é isso que a Mídia Televisiva com seus programas sensacionalistas pregam, mostrando as periferias como cenário de mortes, campo de concentração de tráficos, onde sempre quem leva a pior imagem somos nós, moradores das periferias, vamos juntos, todos na luta pelo: #SensacionalismoForaDoAr.

__________
Publicidade

Tags:   2 Comments