Maria Frô - ativismo é por aqui

Maria Frô header image 4

Paulo Moreira Leite: Verdades incômodas sobre o mensalão

maio 31st, 2012 by mariafro
Respond

Verdades incômodas sobre o mensalão

Paulo Moreira Leite, em sua coluna em Época
30/05/2012

O leitor que tiver paciência de ler esta nota até o fim terá elementos melhores para julgar o debate envolvendo Lula e Gilmar Mendes.

Escrevi em nota anterior que o pano de fundo deste conflito envolve o ambiente político em torno do mensalão.

Uma das partes tem interesses em politizar o debate no ponto máximo. A outra tem esperança de convencer os ministros a apoiar-se em argumentos de natureza técnico, no exame das provas.

A leitura do relatório do delegado da Polícia Federal Luiz Flávio Zampronha, disponível na internet, é rico em detalhes e bastante completo na abordagem.

Só para o leitor ter uma ideia da radicalização da situação. Tratado pela imprensa, o relatório já foi exibido como prova definitiva da existência do mensalão. Também foi apontado como prova do contrário.

Em suas conclusões, o relatório mostra que se o PT não pode estar feliz com as denúncias apuradas, a oposição não tem o direito de festejar por antecipação.

É por isso que o julgamento é aguardado com tensão. Todo mundo espera um proveito político mas ninguém sabe o que pode acontecer.

Ninguém quer prestar atenção ao relatório.

Zampronha juntou os fios dos empréstimos bancários e dos contratos de publicidade do Banco do Brasil e concluiu que houve sim desvio de dinheiro público para pagar os compromissos assumidos pelo PT. Os dados estão lá.

O PT pode alegar, corretamente, que o mensalão de Delúbio Soares é igual ao mensalão mineiro e até pode dizer que o esquema dos tucanos mineiros está melhor demonstrado. Tudo isso é verdade. Mas a culpa de Marcos Valério em Minas pode até ajudar a denúncia em seu devido lugar. Mostra que o esquema do PT tinha antecedentes.

Mas nada disso ajuda a demonstrar que ele era inocente quando se juntou ao PT.

Pelo relatório, petistas e não petistas que deixaram sua assinatura em algum documento oficial terão dificuldades muito grandes para demonstrar que são inocentes.

O problema, para a oposição, é que essas conclusões estão longe de demonstrar a culpa dos 38 réus. Pior ainda. Para quem transformou José Dirceu no cérebro e gênio do mal, a investigação da Polícia Federal é uma decepção.

Evitando mencionar hipóteses que estão na mente de muitas pessoas, mas não podem ser comprovadas com fatos, o relatório não apresenta uma linha contra Dirceu.

Embora Zampronha não dê entrevistas, é fácil concluir o que aconteceu.

A culpa de Dirceu não foi registrada pela equipe de policiais encarregada de apurar os fatos capazes de incriminá-lo. Não há provas contra ele.

Não há uma denúncia nem uma testemunha. O próprio Roberto Jefferson, que fez acusações políticas a Dirceu em 2005, não apontou um caso específico nem uma situação precisa. Aliás: quem voltar à entrevista de Jefferson a Renata Lo Prete, na Folha, irá encontrar palavras em que ele testemunha a reação de Dirceu de crítica ao próprio Delúbio. Jefferson contou a Lo Prete que, ao ser informado do que ocorria, Dirceu até deu socos na mesa. (Ele também disse que Lula chorou).

Puro teatro maquiavélico, você pode dizer. Coisa de tem treinados profissionais do crime. São todos farsantes, mentirosos…Esses políticos são todos iguais. Quem sabe?

Falando para os autos, Jefferson também não falou sobre o esquema de “compra de votos no Congresso” nem de “compra de consciências”.  Jefferson repete nos vários depoimentos que deu à Polícia que jamais votou em projetos do governo em troca de dinheiro. Lembra que ele e sua bancada estavam de acordo com as propostas de Lula. Dá exemplos.

Fala que o problema é que os petistas combinaram e não entregaram recursos para a campanha de 2004.

Jefferson, neste aspecto, concorda com aquilo que Delúbio sempre disse. Era dinheiro de campanha.

Já estou ouvindo um grito do leitor do outro lado: “P…que p…!”

“Não é possível!”

“O PML enlouqueceu de vez!”

“Não percebe que a Polícia Federal faz o que o governo quer?”

Todos nós temos direito a uma opinião sobre o caso e seus protagonistas mas, acionada pela Procuradoria Geral da República, aquela que denunciou o governo pela montagem de uma “organização criminosa”, a Polícia Federal  chegou a outro caminho.

Não demonstra o “mensalão”.  Tampouco aponta para José Dirceu. Mas incrimina quem foi apanhado numa operação que implicava em desvio de recursos públicos. Não é pouca coisa, num país de altíssima impunidade. Mas não irá agradar quem acredita que estava tudo provado e demonstrado sobre a “quadrilha criminosa.”

Isso quer dizer que o Supremo irá seguir as recomendações da Polícia Federal? Nem de longe. Cada ministro tem o direito a suas convicções e próprias conclusões. O relatório da Polícia Federal pode inspirar alguns ministros, a maioria, a minoria, ou nenhum. Com certeza não será um julgamento unânime como a votação sobre cotas.

Não é inteiramente bom para nenhum lado. Nem totalmente ruim.

___________
Publicidade

Tags:   · · · · · 18 Comments

Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputado no quilombo Rio dos Macacos

maio 30th, 2012 by mariafro
Respond

Câmara Federal realiza diligência ao Quilombo Rio dos Macacos

Raul Monteiro, Política Livre

29/05/2012

Nesta segunda, às 9h, a Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados realizará uma diligência para verificar os conflitos existentes no quilombo Rio dos Macacos e a Marinha, em Simões Filho. Para o deputado federal Valmir Assunção (PT), um dos propositores da diligência, a situação com a qual se encontram as famílias diante da ofensiva da Marinha sob uma área em processo de reconhecimento como área quilombola é inaceitável. “Acredito que a Presidenta Dilma, através dos Ministros, não pode aceitar de forma nenhuma que numa área quilombola, a Marinha utilize a força, a truculência para poder derrubar as casas das pessoas, ao mesmo tempo, destruir as casas e amedrontar as famílias”, declarou Valmir em plenário. O mandato de Valmir Assunção tem feito interlocução com o Ministério da Defesa para tentar resolver o problema.

___________

Leia também:

Rio dos Macacos mais uma vez na mira truculenta, cadê Jaques Wagner?

Carta dos Quilombolas do Rio dos Macacos

QUILOMBO RIO DOS MACACOS denuncia violência da Marinha; 2º DN desmente

VILMA REIS: A Marinha do Brasil, não pode tomar o Território de Rio dos Macacos

Eu sou Quilombo dos Macacos

Denúncia: Quilombolas do Rio dos Macacos acusam Marinha brasileira de assassinato

Bahia: Quilombolas do Rio dos Macacos corre risco de expulsão

Adiado o despejo na Comunidade Quilombola Rio dos Macacos

Guell Adún: Seja Quilombo Rio dos Macacos você também
____________
Publicidade

Tags:   2 Comments

Maria Frô além de ‘inseto robô’ tem habilidade de estar em 2 lugares ao mesmo tempo

maio 30th, 2012 by mariafro
Respond

Leio hoje pela manhã um link mandado por Jimmy Brandão, uma matéria da Folha reproduzida por Reinaldo Azevedo que informava um jantar na casa de Paulo Henrique Amorim. Aliás, se eu fosse o Paulo Henrique o próximo jantar eu mandava um convite para o Tio Rei, ele parece magoadíssimo de nunca ter sido convidado.

Nunca me dei ao trabalho de responder as acusações infundadas da Folha ou da Veja, concordo com Rodrigo Vianna, esse tipo de reporcagem não merece que gastemos energias. Mas hoje achei muito divertido, porque o primarismo é gritante.

A matéria não tem pé nem cabeça. Nenhum dos blogueiros ali citados faria a vontade de qualquer político de qualquer partido.

Reinaldo Azevedo só no mês passado deve ter escrito uns cinco posts a respeito da blogosfera progressista, até o WebFor ele se dedicou a deturpar. A ‘acusação’ rotineira do blogueiro da esgotosfera é que a blogosfera progressista é sustentada pelo governo. Uma de nossas ações aprovadas na plenária do 3º BlogProg será cobrar do governo federal o quanto ele gasta em publicidade nos veículos da mídia velha como a Folha e Veja. Tenho certeza que o valor não é baixo como é o valor para os eventos do blogprog de 2011 e 2012, em 2010 não recebemos nenhum recurso de governos para realizar o evento.

Do modo como as reporcagens repisam o factóide de que somos blogueiros chapa-branca sustentados por verbas governamentais, parece que sonegamos as informações dos patrocínios do 2º e 3º blog prog:

Quem tem olhos de ver sabe que as informações sobre os patrocinadores dos eventos sempre foram públicas, assim como a prestação de contas.

Esse factóide não se sustenta nem se analisarmos dois eventos ocorridos na mesma cidade, um na sequência do outro: o Desencontro de 29 a 31 de março e o WebFor de 13 a 15 de abril de 2012, ambos em Fortaleza.

Estive nos dois eventos e gostaria de perguntar à Folha e aos blogueiros da Veja, especialmente ao Reinaldo Azevedo que dedica tantos posts à blogosfera progressista, quando foi que Gravataí Merengue (Fernando Gouveia) anti-petista de carteirinha e que durante a campanha de 2010 não apenas atacava a candidata Dilma Rousseff e o ex-presidente Lula, o PT  os blogueiros pró-Dilma como fez campanha sistemática para José Serra se tornou petista ou quando Caio Tulio Costa (coordenador da campanha de Marina Silva na web) ou Bob Fernandes, ou Rosana Hermann ou Felipe Netto e tantos outros blogueiros, vlogueiros e twiteiros pops que também estiveram no Desencontro 2012 se filiaram no PT. Afinal, o Desencontro recebeu verbas do governo municipal de Fortaleza e estadual do Ceará.

Queria aproveitar e perguntar aos repórteres da Folha quando foi que adquiri a habilidade de estar em dois lugares ao mesmo tempo.

A Folha afirma que o presidente Lula me recebeu no Palácio do Planalto durante a entrevista dos blogueiros:

Onde está Wally? Alguém me vê na foto oficial no Palácio do Planalto? Alguém vê o Azenha?

Não fui ao Palácio do Planalto entrevistar o então presidente Lula, fiz minha pergunta sentada na sala de minha casa, via twitcam:

A foto que circulou em toda a mídia velha foi esta que você vê acima, onde apareço na tela do então presidente Lula.

A Folha também me viu no jantar de Paulo Henrique Amorim, mas diferente da Folha eu posso provar onde eu estava e provo:

Clique aqui para ver a imagem ampliada

Como é possível ver no cartão de embarque meu vôo marcado para 19:45 saiu atrasado como comprova o ticket da Coca Cola que comprei às 19:42:56 para acompanhar um delicioso abará da Nilde (comprado no desembarque do aeroporto sem nota). Esse foi o meu jantar, no aeroporto de Salvador.

Cheguei em Guarulhos antes da 23:00 e peguei o meu carro no estacionamento em Guarulhos 23:17 H, como comprova o pagamento de 63,00 a UNIPARE, no ticket acima.

Em 2010 tanto Folha como Veja publicaram a foto onde apareço na tela do ex-presidente Lula (reproduzida neste post), ou seja,  os repórteres da Folha não se deram ao trabalho sequer de olhar nos seus arquivos e agora novamente me botam em um evento que não poderia estar, já que ainda não tenho o poder de me teletransportar.

E vocês ainda querem que respeitemos este ‘jornalismo’?


Leia também:

Sobre a “folhice” a meu respeito

Mais um recibo que Folha e Veja passa à blogosfera progressista

PH Amorim: “Cerra não foi convidado”

Renato Rovai:  “A patrulha do PIG” 

Altamiro Borges: Folha tucana ataca a blogosfera

Eduardo Guimarães: Folha devia falar da tucanada na casa de Monica Waldvogel
___________
Publicidade

Tags:   · · · · · · · · 10 Comments

Mais um recibo que Folha e Veja passam à blogosfera progressista

maio 30th, 2012 by mariafro
Respond

Mais tarde eu escrevo o meu texto, preciso escanear alguns documentos. Mas estou achando muito divertido tudo isso. Muito mesmo.

“Folha tucana ataca blogosfera”

Por: Rodrigo Vianna em seu blog

30/05/2012  atualizada quarta-feira, 30/05/2012 às 16:11

Na opinião desse escrevinhador, a “Folha” não é um jornal que mereça resposta. Mas alguns colegas blogueiros resolveram escrever sobre a “reportagem” que Catia Seabra e um rapaz que não conheço escreveram na edição dessa terça-feira.

Sobre a “reportagem”, faço apenas um registro:  o PIG passa mais um recibo gigante sobre o incômodo que a blogosfera provoca. Mais que incômodo, calafrios. Mais que calafrios, medo.

A “Folha” teme a blogosfera. E não adianta chamar os velhos amigos da OBAN (a quem o jornal emprestava caminhonetes, para transportar presos torturados, em troca de sabe-se lá que favores). Nem adianta chamar o Serra.

A “Folha” declarou guerra aos blogs. E aqui ninguém foge da briga.

(Rodrigo Vianna)

Sobre isso, leiam também:

PH Amorim – “Cerra não foi convidado”

Renato Rovai – “A patrulha do PIG” 

”Folha tucana ataca a blogosfera”por Altamiro Borges

Numa matéria desonesta e distorcida, assinada pelos jornalistas Bernardo Mello e Catia Seabra, a Folha de hoje voltou a atacar a blogosfera – o que só confirma que a velha mídia está muito incomodada com a força crescente das redes sociais. Ao tratar de uma reunião ocorrida ontem à noite entre blogueiros paulistas e o candidato à prefeitura de São Paulo Fernando Haddad (PT), o jornal tucano destilou todo o seu veneno.

Já no título, “Petista pede ajuda a blogueiros que apoiam governo”, uma mentira deslavada. A reunião foi articulada pelos ativistas digitais e não pelo PT ou por Haddad. Da mesma forma, os blogueiros – que residem em São Paulo e conhecem o desastre causado pela dupla Serra-Kassab – já estão agendando conversas com candidatos à prefeitura paulistana de outros partidos.

Na reunião, o pré-candidato petista apresentou as suas propostas programáticas para a cidade, apontou os principais problemas das últimas gestões demotucanas – e agora do PSD de Kassab – e falou dos desafios da sua campanha eleitoral. Mesmo sem ter acesso ao encontro, a Folha intuiu – bem ao estilo Gilmar Mentes – que Haddad “pediu ajuda a sua campanha na internet”. Nada foi falado sobre o tema, nem o petista seria ingênuo para achar que iria enquadrar os blogueiros. Ou seja: a Folha mentiu novamente!
De forma desonesta, a Folha tentou vender a imagem de que os presentes da reunião pertencem ao “núcleo de militantes virtuais para atuar na internet” e que “o grupo será acionado para fazer propaganda de Haddad e atacar rivais nas redes sociais”. Do encontro participaram vários blogueiros que não têm qualquer filiação partidária e, inclusive, militantes de outros partidos. A Folha sabe disso, mas procurou novamente manipular a informação.
Vínculos sombrios com José Serra
Na prática, a “reporcagem” da Folha tentou prestar mais um servicinho sujo ao tucano José Serra – com que sempre teve o rabo preso. É bastante conhecida a influência do eterno candidato do PSDB na cúpula da empresa da famiglia Frias, inclusive na confecção de pautas e no pedido de demissões de repórteres menos amestrados. Será que a Folha topa divulgar, com mais transparência, seus constantes encontros e contatos com Serra?
A matéria também visou estimular a cizânia entre os blogueiros. Mas esta tentativa é infantil. Os ativistas da chamada blogosfera progressista sempre zelaram pela pluralidade no interior deste jovem movimento. Eles sabem que existem blogueiros de diferentes concepções e origens, de diversos partidos e, principalmente, de ativistas digitais sem filiação partidária. O esforço sempre foi o de construir a unidade na diversidade, respeitando o caráter horizontal e democrático deste movimento. 
A Folha, com a sua cultura autoritária e arrogante, não entende a nova realidade da rede. Azar dela. Ela continuará a perder credibilidade e leitores! O seu modelo de negócios continuará afundando!

_____________
Publicidade

Tags:   · · 3 Comments