Maria Frô - ativismo é por aqui

Maria Frô header image 4

Alckmin, dê-nos uma aula de democracia: eleição direta para Reitoria Já!

novembro 11th, 2011 by mariafro
Respond

Fotos da Ananda.


__________
Publicidade

Tags:   · · · 2 Comments

MST se solidariza com os estudantes da USP

novembro 11th, 2011 by mariafro
Respond

Bem que as socialites vislumbravam essa união! Agora só faltam os pronunciamentos das máfias chinesa e russa, das farcs e do Chávez :P

Em carta, MST manifesta solidariedade aos estudantes da USP
Da Página do MST
11 de novembro de 2011

A terra, assim como a educação, são latifúndios que historicamente sempre estiveram nas mãos da elite brasileira, fazendo com que servissem somente aos seus interesses. Mas ao mesmo tempo, a classe trabalhadora se organizou para lutar contra esses latifúndios. O MST e o Movimento Estudantil são provas dessa organização da classe trabalhadora.

O que se viu na ação da Polícia Militar do último dia 8/11 foi mais uma demonstração da truculência e arbitrariedade com que o governo do estado de São Paulo tem tratado os movimentos sociais nos últimos anos, com a clara intenção de reprimir e criminalizar as lutas e os lutadores sociais que sonham em construir um mundo mais justo.

Porém, essa não é uma ação isolada. Faz parte da estratégia que o capital tem para com o nosso continente: transformar todos os bens em mercadoria. A educação e a terra, para eles, são somente mais uma dessas mercadorias. Da mesma forma acontece em outros países, como por exemplo no Chile e na Colômbia, onde leis de reforma da educação propostas pelos governos tem o claro objetivo de transformar a educação em mercadoria.

Mesmo com os avanços desses processos de privatização da educação, os estudantes seguem se organizando e se mobilizando, como demonstram os estudantes chilenos que estão em luta desde o inicio desse ano e os estudantes colombianos, que há cinco semanas estão em greve e hoje fazem uma grande marcha em defesa da educação pública. Para os estudantes chilenos e colombianos, todo nosso apoio e solidariedade.

É nosso dever e nossa tarefa defender uma educação pública, gratuita e de qualidade para o campo e à cidade. Não podemos permitir mais que fechem escolas no meio rural como vem acontecendo nos últimos 10 anos, onde mais de 37.776 escolas do campo foram fechadas. Temos que defender a autonomia e a democracia dentro das universidades e escolas, com eleição direta para reitores e diretores.
Lutaremos por mais verbas para a educação, tendo na bandeira dos 10% do PIB para educação o nosso instrumento de luta para melhores salários aos professores, aumentar a verba para assistência estudantil, expandir o ensino público com contratação de professores e técnicos administrativos e a melhoria da infraestrutura das escolas e universidades no campo e na cidade.

Repudiamos a ação truculenta e antidemocrática da polícia de São Paulo sob o comando do governador Geraldo Alkmin e do Reitor João Grandinho Rodas. Basta de repressão e criminalização das lutas sociais!

Por esse compromisso histórico do MST com a Educação Brasileira, viemos por meio desta carta demonstrar toda a nossa solidariedade e apoio aos estudantes da Universidade de São Paulo, que lutam por autonomia e democracia nos rumos dessa importante universidade do nosso país para que ela represente de fato os anseios do povo brasileiro.

________
Publicidade

Tags:   · · 2 Comments

Ladislau Dowbor: São Paulo tem PIB per capita de 29 mil reais e esgoto a céu aberto

novembro 11th, 2011 by mariafro
Respond

Excelente vídeo da Agenda 21, Zona Sul.  pensado a cidade e suas reais necessidades em termos de políticas públicas que tornem de fato São Paulo uma cidade para todos.

http://www.apoio-sp.org.br/

O IV Encontro das Agendas 21 Locais da Região Sul da Cidade de SP aconteceu nos dias3, 4 e 5 de novembro de 2011, no Centro de Convenções o Centro Universitário SENAC – Campus Santo Amaro.

A abertura aconteceu na tarde da quinta-feira com a presença de autoridades e representantes da sociedade civil.

Na Sexta-feira a primeira mesa discutiu os Desafios das Políticas Públicas: POLÍTICA NACIONAL DE RESÍDUOS, e contou com a colaboração de

Dan Moche – arquiteto e Consultor do Ministério do Meio Ambiente.

Sonia Mayumi Nakano Felipone – Conselheira do CADES-SA, representante da SMS.

Mara Lucia Sobral dos Santos – presidente da Cooperativa de Catadores da Granja Julieta – Nossos Valores.

Mediação: Carlos Henrique A. Oliveira – arquiteto urbanista, representante da AMA Chácara e consultor de SRHU/MMA.

Para discutir o PLANO DIRETOR estiveram presentes:

Nabil Bonduki – arquiteto e Secretário de Recursos Hídricos e Ambiente Urbano do MMA.

José Geraldo Martins de Oliveira – arquiteto e assessor técnico da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano.

José Fábio Calazans – arquiteto e urbanista, representante da Sociedade Civil da Rede Santo Amaro.

Mediação: Adelino Ozores – ativista social e conselheiro do CADES-SA representante da Subprefeitura Santo Amaro

As discussões da sexta-feira, foram encerradas com o tema Desafios das Políticas Socioambientais: AGENDA 21 e CONSELHOS REGIONAIS com a presença de:

Ladislau Dowbor – economista e professor do Departamento de Pós-Graduação da PUC/SP.

Odilon Guedes – professor e economista, coordenador do Fórum Orçamento e Cidadania do Conselho Regional de Economia.

Mauricio Broinizi – coordenador da Secretaria Executiva da Rede Nossa São Paulo.

Vilu Salvatore – assessora da Secretaria Municipal da Educação e representante da Associação Internacional de Cidades Educadoras.

Mediação: Helena Magozo – coordenadora do CADES SP

O encontro terminou no sábado com Desafios da Política Pública: DESAFIOS DOS TEMPOS.

Dr.Paulo Saldiva – professor, doutor, coordenador do Laboratório de Poluição Atmosférica da USP.

Professor Volf Steinbaum,- Secretário-Executivo do Comitê Municipal de Mudança do Clima e Ecoeconomia, de SVMA.

Heitor Scalambrini – professor, doutor, mestre em Energia da Universidade UFP.

Mediadora: Camila Mello – representante da Rede Juventude Meio Ambiente – REJUMA.

Em seguida os participantes puderam participar das SALAS TERRITORIAIS: com propostas para aregião e apresentação cultural, apresentação e aprovação da “AGENDA SUL que depois deverá ser divulgada.

_______
Publicidade

Tags: 1 Comment

Do Movimento Passe Livre: moradores da Estrada do M’Boi Mirim em protesto por melhorias no transporte público

novembro 11th, 2011 by mariafro
Respond

Moradores da Zona Sul fazem protesto pacífico na Estrada do M’Boi
Mirim por melhorias no transporte público da região. A polícia militar tenta impedir.

Nesta manhã de hoje, sexta-feira, dia 11 de novembro, centenas de pessoas indignadas com o descaso e a corrupção que marcam o transporte público desta cidade se juntaram, mais uma vez, para lutar pacificamente reivindicando condições dignas para exercer nosso direito de ir e vir! Nossas propostas mais urgentes são:

1 – Extensão da Linha 5 – Lilás do metrô até o Jd. Ângela.

2 – Construção de metrô por toda a extensão da M’Boi Mirim.

3 – De imediato, ampliação da faixa reversível da Estrada do M’Boi Mirim
até o Term. Jd. Ângela, com uma linha expressa até o metrô Santa Cruz.

4 – Duplicação das Estradas do M’Boi Mirim e Guarapiranga com a construção
de corredores de ônibus.

Há mais de duas décadas cidadãos da periferia da Zona Sul têm feito vários protestos pacíficos por melhorias no transporte e somos sempre recebidos pelo descaso das autoridades, que nos empurram pra comissões técnicas sem poder político algum pra mudar nossa situação, isso quando não somos recebidos com repressão militar, como na época da ditadura.

Nós somos aqueles que servem a comida no seu restaurante, que constroem os prédios e casas onde vocês moram e trabalham, que mantém a cidade limpa, que dão aula pros seus filhos e já demos aulas para você: nós construímos essa cidade e exigimos nosso direito a circular decentemente por ela!

telefone de contato: 

Sandro: 74047522
Mayara: 74795598

___________
Publicidade

Tags:   · · 1 Comment