Maria Frô - ativismo é por aqui

Maria Frô header image 2

Comandante da UPP da Rocinha combinou com PMs versão sobre sumiço de Amarildo, diz rádio

outubro 8th, 2013 by mariafro

“A coragem que tempera o inquérito do caso Amarildo é inversamente proporcional ao destaque diminuto que as conclusões policiais receberam nos meios de comunicação: parece que se trata apenas de mais uma peça produzida pela Polícia Civil do Rio” MÁRIO MAGALHÃES

Comandante da UPP da Rocinha combinou com PMs versão sobre sumiço de Amarildo, diz rádio

Do UOL, em São Paulo

07/10/2013

Escutas telefônicas feitas pela Divisão de Homicídios do Rio de Janeiro revelaram que o major Edson dos Santos, ex-comandante da UPP (Unidade de Polícia Pacificadora) da Rocinha, na zona sul da capital fluminense, marcou um encontro de emergência com policiais envolvidos no desaparecimento do pedreiro Amarildo de Souza, 47, para discutir o que seria dito aos investigadores do caso. Foi o que apontou a rádio CBN, que teve acesso aos materiais da investigação.

O major Edson Santos está entre os PMs que vão responder pelos crimes de tortura seguida de morte e ocultação de cadáver referente ao caso Amarildo. Edson Santos comandava a UPP quando ocorreu o sumiço do pedreiro, em 14 de julho MAIS Daniel Marenco/Folhapress

Depois de prestar depoimento por 12 horas na Polícia Civil, o major, como apontou a reportagem, ligou para o policial Douglas Vital e pediu para que reunisse a equipe no batalhão para o que chamou de “festa de despedida”. Mas, de acordo com as investigações, a ideia era reunir todos para combinar o mesmo relato. E, após o encontro, todos os PMs apresentaram a mesma versão do caso.

As mais de mil horas de conversas telefônicas gravadas também comprovaram que os policiais teriam assediado e ameaçado testemunhas para que deixassem a comunidade. “O major tinha falado para mim, caso o bagulho demorasse a sair, ele mesmo ia ver uma parada para mim”, disse um morador a um policial não identificado sobre uma suposta casa que o major Edson dos Santos teria prometido arranjar.

A Divisão de Homicídios ouviu ao todo 133 testemunhas, reuniu 16 horas de filmagens e monitorou 20 pessoas através de escutas telefônicas. A Justiça do Rio já decretou aprisão preventiva do major Edson Santos e de outros nove policiais, acusados de tortura seguida de morte e ocultação de cadáver de Amarildo.

Diálogos comprovam envolvimento de PMS

O diálogo entre um policial militar e sua namorada é uma das confirmações, segundo a polícia, de que os dez PMs indiciados no caso usaram todos os meios necessários para não deixar provas concretas do homicídio do morador da Rocinha.

Segundo consta no inquérito de 2.000 páginas, o PM Marlon Campos Reis disse à namorada, depois de depoimento, que “eles já sabem tudo o que aconteceu, só não têm provas”. O delegado Rivaldo Barbosa, titular da Delegacia de Homicídios do Rio de Janeiro, diz não ter dúvidas de que os agentes são os responsáveis pelo sumiço, tortura e morte do pedreiro.

Veja também:

Amarildo, Presente!

O Globo: Amarildo, epilético, não resistiu a choques elétricos: tortura aconteceu dentro de container da UPP

Cabral diz que investirá em investigação e reciclagem para coibir violência em UPPs

Desaparecimentos em favelas do Rio aumentam após início das UPPs

Inquérito do caso Amarildo expõe barbárie policial; impunidade ameaça

Quadro com PM atirando em negro crucificado será leiloado para ajudar família de Amarildo

Policia investiga casos de tortura na UPP da Rocinha

Conversas de PMs comprovam envolvimento em morte de Amarildo, diz delegado

Tags:   · · · · 8 Comments

Leave a Comment

Current day month ye@r *

8 responses so far ↓

  • […] Comandante da UPP da Rocinha combinou com PMs versão sobre sumiço de Amarildo, diz rádio […]

  • […] Comandante da UPP da Rocinha combinou com PMs versão sobre sumiço de Amarildo, diz rádio […]

  • […] Comandante da UPP da Rocinha combinou com PMs versão sobre sumiço de Amarildo, diz rádio […]

  • […] Comandante da UPP da Rocinha combinou com PMs versão sobre sumiço de Amarildo, diz rádio […]

  • […] Comandante da UPP da Rocinha combinou com PMs versão sobre sumiço de Amarildo, diz rádio […]

  • […] Comandante da UPP da Rocinha combinou com PMs versão sobre sumiço de Amarildo, diz rádio […]

  • A tortura continua sendo aplicada diariamente no Brasil…

  • … ou esta corja continua na PM, ou ficam na cadeia o que eu duvido, ou formam uma milicia que é o que geralmente acontece com PMs expulsos da corporação… eu duvido que as UPPs cumpram suas funções para com a população isso ai é mais uma maneira de enganar o povo e a imprensa “do bem”, o alvo é manter a gringaiada “segura” para assistir jogo de futebol que é muito importante, é cultura, é arte, é entretenimento, é diversão, é tudo e ainda faz bem pra saúde elava muita grana… eu ja perdi amigo para estes ratos fardados, parentes para os milicos assassinos e a vida toda testemunhei policial batendo em professor, mulheres e crianças despejados de suas casas apanhando da policia, indígenas extremamente pacíficos sendo humilhados, comerciantes tendo que pagar propina para as milicias, e eu mesmo ja vi gente sendo torturada por gambé covarde na rua em Santos so porque estava passando de boa depois do trabalho perto de uma biqueira onde os PMs mesmos fornecem a droga e depois voltam para pegar a grana… a impunidade é a alma do negócio e o negócio vai bem pra eles, principalmente para os oficiais de plantão… definitivamente a PM é podre, a policia no Brasil só serve para cuidar do patrimônio dos ricos e a população que se lixe… até em mar aberto ja presenciei o IBAMA com ares de torturador esculachando pescador artesanal honesto enquanto isso a pesca com escafandro que e proibida só aumenta e está acabando com as lagostas na costa brasileira e o IBAMA não faz absolutamente nada, e vai denunciar pra quem? Pra midia? Para o Ministerio Publico? Pra quem se todo mundo sabe e ninguém faz nada, mas da pra ganhar uma grana se vc fizer uma boa matéria – ganha ate premio, fama, espectadores, etc – ou ser advogado de sindicato, ou vender lagosta em seu restaurante… sociedade hipócrita ate a medula… bom lembrar que o Brasil é enorme e neste mundão ai, terra de ninguém, muitos Amarildos morrem nas mãos dos policiais desonrados e nem a família sabe… este governo não fez absolutamente nada de significativo com relação a segurança publica, ou seja não conseguiu reformar as corporações de segurança publica, e depois vândalo é o cidadão que se revolta e quebra carro de PM… cade o povo que adora falar em “educação pacifica de conflitos”? eu lembro deles no Masp, naquelas reuniões mensais e tal, td lindo e maravilhoso, o nome é ate bacaninha, resolução pacifica…